sexta-feira, 22 de julho de 2016

Castelo de Areia

Bem assim é o amor:
Primeiro, sente a água molhar as pontas dos dedos, subindo gelada nus pelos grossos, negros. Da segunda, já não quer se molhar, qual coragem não afugenta a inóspita ignorância do ser? Da terceira, submergem o corpo e alma, da cabeça aos pés, inundam-se as esperanças sem sentir que o coração já afundaram em espesso sal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário